Criado em 10 Setembro 2018

Reunindo membros e técnicos dos tribunais de contas em Cuiabá (MT), e com temas relacionados às atividades de auditoria e fiscalização, ao estímulo à transparência, controle social e à melhoria da gestão interna dos tribunais de contas, tudo em consonância com o Programa Qualidade e Agilidade dos Tribunais de Contas (QATC), o TCE do Mato Grosso realizou, em parceria com a ATRICON, o I Laboratório de Boas Práticas de Controle Externo. O evento aconteceu nos dias 03 e 04 de setembro.

O evento também teve como objetivo compartilhar conhecimentos consolidados e resultados efetivos nas instituições de controle externo. Convidada pelos organizadores, que contaram ainda com o apoio da AUDICON, a conselheira substituta do TCE-PA, Milene Cunha, presidiu os trabalhos da oficina temática “Contas de Gestão”, durante a qual integrantes dos tribunais de contas de Pernambuco e do Maranhão abordaram, respectivamente, a importância dos dados estruturados para a transparência (Open Knowledge Brasil), a efetividade das auditorias concomitantes e a análise de legitimidade dos gastos pelos órgãos de controle externo.

Ainda durante a programação, a conselheira substituta palestrou sobre “Diagnóstico dos Conselhos Sociais: A Efetividade dos Conselhos de Alimentação Escolar”. O tema é semelhante ao trabalho que ela tem coordenado no âmbito da Rede de Controle da Gestão Pública no Estado do Pará.

Em meio à realização do laboratório, Milene Cunha participou de reunião na presidência do TCE-MT, em que reconheceu a importância do evento, o que, segundo ela, somente se reforça, na medida em que a diretoria da ATRICON manifestou interesse de que este modelo passe a constar na agenda oficial da instituição, por ser vitrine de boas práticas para todas as instituições de controle externo.

“O evento do TCE-MT foi muito importante por permitir a troca de experiências e informações de boas práticas relacionadas ao controle externo, amplificando, assim, o processo de aprimoramento do controle. Acredito ser muito importante que haja a internalização dessas boas práticas pelos demais tribunais de contas. As experiências individuais são extremamente virtuosas, mas o fortalecimento, a credibilidade e a efetividade do controle externo brasileiro dependem que todos os tribunais de contas atuem em sintonia e em rede, em prol do bem estar coletivo”, ressaltou a conselheira substituta. 

 

Ouvidoria

Tv. Quintino Bocaiúva, 1585. Nazaré. Belém - PA. 66035-903.
Fone: (91) 3210-0803 / 0800
Atendimento: 8:00h - 14:00h
Sessões Plenárias Ao Vivo
Sessões Ordinárias todas as 3ª e 5ª feiras, às 9:00h com transmissão ao vivo pela Internet.

Tv. Quintino Bocaiúva, 1585.
Nazaré. Belém - PA. 
66035-903.
Tv. Luiz Barbosa, 962.
Caranazal. Santarém - PA. 
68041-420.
Av. VP 8, Folha 32, Quadra 17
Lote 11, Nova Marabá. Marabá - PA. 
68508-160.
(91) 3210-0555 (93) 3522-1718 / (93) 3522-9794 (94) 3323-0799

Atendimento ao Público de 8:00h às 14:00h
Atendimento no Protocolo de 8:00h às 18:00h (de segunda à quinta-feira) e de 8:00h às 16:00h (sexta-feira)