Plano Estratégico

Plano Estratégico 2012-2015

A aprovação do Plano Estratégico do Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE-PA) para o período 2012-2015, em sessão plenária do dia 22 de dezembro de 2011, representa um avanço no processo de consolidação da cultura de planejamento em nossa Instituição.

Resultado do processo de modernização pelo qual passa a instituição, a implementação do Planejamento Estratégico que se iniciou em 2008, tem se mostrado de fundamental importância para o aprimoramento da forma de Gestão desta Corte de Contas evoluindo para a adoção de um modelo de Gestão Estratégica com uma administração focada em resultados e na avaliação de desempenho.

Elaborado para o período de 2012-2015, o segundo Plano Estratégico do TCE-PA, representa a vontade de todos os que compõem esta Casa de sermos capazes de definir os caminhos que devemos e queremos seguir para cumprir a missão institucional e atingir a visão de futuro de nossa organização de “Ser reconhecida pela sociedade como instituição de excelência no controle externo e no aperfeiçoamento da gestão pública estadual”.

Um Plano Estratégico define, em linhas gerais, o caminho a ser seguido para reforçar a legitimidade de uma organização ao longo do tempo.

O Tribunal de Contas do Estado do Pará, no processo de elaboração do Plano Estratégico 2012-2015, escolheu a metodologia do Balanced ScoreCard(BSC) por ser um sistema de gestão que auxilia a organização a traduzir a estratégia em objetivos que direcionam o seu comportamento e desempenho. Por meio de uma ferramenta chamada Mapa Estratégico, possibilita que se visualize, o conjunto de objetivos estratégicos da organização, com indicadores de desempenho vinculados, balanceados em diferentes perspectivas e ligados por relações de causa-e-efeito.

A análise do ambiente tanto externo como interno, com suas forças, fraquezas, ameaças e oportunidades, constituindo o chamado diagnóstico SWAT, ocorreu com base no resultado de pesquisa desenvolvida junto aos servidores da instituição, bem como por meio de benchmarking do cenário do setor de controle externo nacional e de aplicação de técnicas de brainstorming com o grupo de trabalho composto por representantes de todas as áreas do Tribunal.

A concepção do referencial estratégico do planejamento do TCE-PA passou ainda pela validação da missão, da visão de futuro e dos valores da instituição, sendo seguido pela construção do Mapa Estratégico e da formulação das Diretrizes.

O Mapa Estratégico encontra-se constituído por 19 objetivos apresentados sob as perspectivas: resultados, processos internos, pessoas e inovação e orçamento e logística. Os objetivos relacionados à perspectiva processos internos foram agrupados em temas estratégicos (Seletividade e Tempestividade, Interação com o Ambiente Externo, Eficiência e Transparência) por guardarem entre si uma relação lógica de causa-e-efeito.

As Diretrizes apresentam-se constituídas pelos indicadores e iniciativas, que complementam a formulação da estratégia. Assim, os objetivos propostos no Mapa Estratégico, poderão ser acompanhados por meio de 27 indicadores de desempenho possibilitando a revisão e aprimoramento do Plano para alcance da visão de futuro estabelecida.

Coordenado pela Assessoria de Planejamento e desenvolvido por meio de encontros do grupo de trabalho constituído por técnicos de todos os setores do Tribunal, a elaboração do Plano obedeceu as seguintes etapas:

1ª Realização de Oficina de nivelamento;

2ª Concepção do Referencial Estratégico (diagnóstico do ambiente externo e validação da identidade organizacional);

3ª Construção de Mapa Estratégico;

4ª Consolidação das propostas de Mapa Estratégico;

5ª Construção dos indicadores de desempenho;

6ª Definição das iniciativas estratégicas.

Assim, de acordo com a metodologia adotada pode-se observar que o Plano foi construído com a participação de todos os que compõem este Tribunal de Contas, no entanto para que a estratégica nele desenhada tenha êxito precisa ser implementada.

A cada ano o  Tribunal de Contas vem avançando no objetivo de implementação do processo de planejamento.

Em 2009, por meio da Resolução nº 17.794, foi criado o Sistema de Planejamento e Gestão (SPG) do Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE-PA), cujo modelo de gestão envolve obrigatoriamente as etapas de planejamento, execução, monitoramento, avaliação e revisão.

Em 2011 avançamos no processo de monitoramento da execução do Plano Estratégico com a implantação de um software de gestão estratégica e gestão de projetos, baseado na metodologia Scorecard-BSC e PMBOK, o sistema Channel.

Para 2012, a Resolução Nº 18.157, de 22/12/2011, que aprovou o Plano Estratégico 2012-2015 traz como novidade a criação do Comitê de Gestão Estratégica (CGE) com finalidade de assessorar a Presidência no monitoramento e avaliação do Plano.

O CGE será integrado por representantes das unidades responsáveis pela aferição dos indicadores de desempenho constantes do Plano e coordenado pela assessoria da presidência até a implantação da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica.

Desta forma, com a participação de todos os que fazem o TCE-PA conseguiremos avançar na consolidação de um Tribunal voltado aos anseios da sociedade.

 

Ouvidoria

Tv. Quintino Bocaiúva, 1585. Nazaré. Belém - PA. 66035-903.
Fone: (91) 3210-0803 / 0800
Atendimento: 8:00h - 14:00h
Sessões Plenárias Ao Vivo
Sessões Ordinárias todas as 3ª e 5ª feiras, às 9:00h com transmissão ao vivo pela Internet.

Tv. Quintino Bocaiúva, 1585.
Nazaré. Belém - PA. 
66035-903.
Tv. Luiz Barbosa, 962.
Caranazal. Santarém - PA. 
68041-420.
Av. VP 8, Folha 32, Quadra 17
Lote 11, Nova Marabá. Marabá - PA. 
68508-160.
(91) 3210-0555 (93) 3522-1718 / (93) 3522-9794 (94) 3323-0799

Atendimento ao Público de 8:00h às 14:00h
Atendimento no Protocolo de 8:00h às 18:00h (de segunda à quinta-feira) e de 8:00h às 16:00h (sexta-feira)