Editorial

Há uma tendência cada vez maior na existência de Espaços Culturais em instituições públicas, revelando-se assim, uma nova maneira de pensar na cultura que anteriormente era voltada para espaços específicos e determinados. Esses espaços culturais se  reconfiguraram  a partir do advento das novas tecnologias, das redes virtuais, do fenômeno dos blogs, you tube, twitter.

 

Em 2009, considerando a Resolução N° 17.765, de 03 de setembro, por proposição do Excelentíssimo Conselheiro Nelson Luiz Teixeira Chaves, foi criado o Espaço Cultural Conselheiro Clóvis Morais Rêgo, na gestão da então presidente Conselheira Lourdes Lima. O espaço integrou o Centro de Memória à sociedade e ao mundo cultural paraense, com difusão democrática de projetos e ações parceiras com instituições ligadas à arte.